3 questões importantes sobre Desoneração da Folha de Salários

por | 17 fev, 2017 | Gestão Tributária, Vídeos | 0 Comentários

O regime instituído pela Lei nº 12.546/2011 e conhecido como Desoneração da Folha de Salários trouxe para a legislação tributária algo que havia sido previsto na Emenda Constitucional nº 41/2003, que inseriu o § 13 no art. 195 da Constituição Federal de 88.

Apesar de ser baseado em um raciocínio relativamente simples (a Contribuição Previdenciária das empresas deixaria de incidir sobre a folha de salários e passaria a incidir sobre sua receita bruta), à medida que os anos foram passando diversas alterações tornaram a sistemática bastante complexa.

Por essa razão também dedicamos um tópico bastante extenso ao tema em nossa obra Gestão Tributária de Contratos e Convênios, além de ser uma questão trabalhada também em nossos treinamentos que abordam a incidência do INSS.

Atualmente (2017), embora o regime seja facultativo, há diversos aspectos importantes que precisam ser observados, inclusive para evitar o recolhimento a maior. Neste vídeo destacamos apenas três pontos importantes e que têm especial aplicação no segmento de construção civil. Confira!

 

Curso gestão tributária de contratos e convênios

Incluindo abordagem sobre a EFD-Reinf, o eSocial, as alterações no ISS e no Simples Nacional para 2019

Participe do Curso Gestão Tributária, o evento mais completo do mercado acerca da incidência do INSS, IRRF, CSLL, PIS/Pasep, Cofins e ISS na fonte. É o único com carga horária de 24 horas-aula distribuídas ao longo de três dias consecutivos.