#294: Como recolher o INSS nos pagamentos inferiores a um salário mínimo?

por | 20 jun, 2020 | INSS, Vídeos | 0 Comentários

Vídeo #294 de 365 publicações ao longo do ano!

Participe do nosso canal do Telegram! Clique aqui.

Quando uma pessoa jurídica remunera determinado contribuinte individual pela prestação de serviços com valor inferior a um salário mínimo, as regras que preveem a forma de apuração e recolhimento das contribuições para o INSS não sofrem alteração.

É um tratamento diferente, por exemplo, do que a gente vê em relação à retenção previdenciária nos pagamentos a empresas pela prestação de serviços mediante cessão de mão de obra ou empreitada. Embora para tais casos a legislação não estabeleça o valor de um salário mínimo como piso, há a previsão de dispensa da retenção em função do valor, o que foi tratado em outro vídeo alguns dias atrás.

Por isso, aproveitamos a pergunta do Adriano Batista, que trabalha em um órgão público, para esclarecer o tratamento relacionado ao tema quando a contratação não é de pessoa jurídica, mas quando o serviço é prestado por um profissional autônomo. Confira aqui o vídeo de hoje!

Para entrar em contato conosco e tirar dúvidas, envie um e-mail para: contato@focotributario.com.br.

Se quiser receber os conteúdos diretamente em seu celular, envie uma solicitação para nosso WhatsApp: +55 71 9 9385-2662.

Curso gestão tributária de contratos e convênios

Incluindo abordagem sobre a EFD-Reinf, o eSocial, as alterações no ISS e no Simples Nacional para 2019

Participe do Curso Gestão Tributária, o evento mais completo do mercado acerca da incidência do INSS, IRRF, CSLL, PIS/Pasep, Cofins e ISS na fonte. É o único com carga horária de 24 horas-aula distribuídas ao longo de três dias consecutivos.